O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) aumentou 14,1 por cento em Novembro, abrandando perante o aumento homólogo de 16,2 por cento em Outubro, sobretudo devido à desaceleração dos preços da energia, revelou o INE Portugal.

21/12/2022   18H47

Preços na Produção Industrial

Este foi o quinto mês consecutivo com tendência de abrandamento dos preços na indústria, considerando o Instituto Nacional de Estatística (INE) que a desaceleração dos preços da energia “teve particular influência” nesta evolução do índice total, embora os preços na produção industrial também abrandaram excluindo este agrupamento, para uma variação de 13,7 por cento contra 14,6 em Outubro.

O agrupamento de ‘bens de consumo’ foi o único a apresentar uma taxa de variação (16,2 por cento) superior à observada no mês anterior (15,7).

O índice da secção das indústrias transformadoras abrandou para um aumento homólogo de 19,6, enquanto os preços na secção de electricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio diminuíram, em termos homólogos, 25 por cento em Novembro, acima da queda de 20,9 por cento no mês anterior.

Todavia, a variação mensal do índice foi nula em Novembro (1,9 por cento em igual período de 2021), tendo o agrupamento de Energia registado uma queda de 1,0 por cento (4,5 por cento em igual período de 2021). Estes dados avançados, terça-feira, dizem respeito ao penúltimo mês do ano.

REVISTA DESTEMIDOS