O Banco Popular da China (banco central) anunciou ontem que vai manter a taxa de juro de referência em 3,65 por cento, inalterada desde o corte de cinco pontos base (0,05 pontos percentuais) feito em Agosto.

22/11/2022 

Banco Central da China

Na actualização mensal, a instituição indicou que a taxa de referência para empréstimos (LPR, na sigla em inglês) vai-se manter até, pelo menos, daqui a um mês.

O indicador, estabelecido como referência para as taxas de juros em 2019, é usado para definir o preço dos novos empréstimos – geralmente para as empresas – e do crédito com juros variáveis, que está pendente de reembolso.

O cálculo é realizado com base nas contribuições para os preços de uma série de bancos – incluindo os pequenos credores que tendem a ter custos de financiamento mais elevados e maior exposição a empréstimos malparados -, e visa reduzir os custos do crédito e apoiar a “economia real”.

A LPR a cinco anos ou mais — a referência para o crédito à habitação – também não se alterou, mantendo-se nos 4,3 por cento, depois de ter sofrido também o último corte em Agosto, de 15 pontos base (0,15 pontos percentuais).

O banco central confirmou assim as previsões dos analistas, que anteciparam que, assim como em Outubro, não haveria alterações nas principais taxas de juros da China este mês.

REVISTA DESTEMIDOS