11/11/2022 05H57

O movimento de aeronaves em segurança no espaço aéreo da República de Angola acaba de ser reforçado com a aquisição e instalação de novos meios de vigilância no novo aeroporto internacional de Luanda, designadamente um radar primário (modelo STAR 2000) e secundário (modelo RSM 970 S), ambos da conceituada marca Thales – PSR/MSSR.

Segundo uma nota do Ministério dos Transportes,terminados os trabalhos que conduziram à sua instalação, foram realizados os ensaios técnicos e operacionais, com a aterragem no dia 9 de Novembro de uma aeronave Embraer 135 – Legacy nos dois sentidos da pista sul; e no dia seguinte de uma aeronave Kodiac-100 nos dois sentidos da pista norte, ambas da Força Aérea Nacional.

Durante estes ensaios foi possível verificar a operacionalidade dos dois radares, o primário – PSR (Primarym Surveillance Radar) –, com uma cobertura de 80 milhas náuticas e o secundário – MSSR (Movement and Surveying Radar) –, com cobertura de 250 milhas náuticas.

Estes novos radares permitem aos controladores de tráfego aéreo (CTA) acompanhar um voo desde a fase inicial, com a rolagem, descolagem, voo em rota, aproximação, aterragem, até ao seu parqueamento. É também possível monitorizarem o percurso das aeronaves no ar e no solo, e garantir um fluxo de tráfego aéreo seguro, ordenado e expedito, assim como conhecer a posição de um avião em tempo real, com separações reduzidas nas  distâncias vertical e horizontal das aeronaves, e diminuir a ocorrência de incidentes e/ou acidentes, comparativamente com o controlo de tráfego aéreo convencional.

Revista Destemidos.