08/10/2022 06H59

Na presença do Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, o Governador da província de Luanda, Manuel Gomes Conceição Homem, o Secretário de Estado para as Águas, Manuel Quintino, o Secretário de Estado para as Finanças e Tesouro, Otonniel dos Santos, representantes das embaixadas do Reino Unido, República de França, do Banco Mundial em Angola, quadros seniores do Ministério da Energia e Águas, PCA da EPAL, Manuel da Cruz, diversas individualidades e representantes municipais do Belas e Talatona e convidados, testemunharam, ontem, 7 de Outubro de 2022, o lançamento da primeira pedra da importante e estratégica obra do projecto Bita, em Luanda.
Designado por projecto Bita – Sistema IV, o mesmo pretende, com a sua execução, melhorar o abastecimento de água à zona sul de Luanda, sendo que, numa primeira fase, este projecto trará 259.200 metros cúbicos por dia de produção nominal, 100.000 metros cúbicos de armazenamento, 66 quilómetros de condutas adutoras, 3.700 quilómetros de rede de distribuição e 170.000 ligações domiciliares. Pretende-se assim, com a instalação desta importante capacidade, abastecer cerca de 3.800.000 de habitantes.
O projecto representa um sistema de abastecimento de água integrado, composto por captação, tratamento, adução e distribuição.
Assim sendo e ainda na senda das melhorias que este projecto trará para os citadinos de Luanda, o mesmo assegurará condições para o abastecimento de água à zona sul e sudeste da cidade capital, em franco crescimento. Desta forma, vai abastecer a zona de expansão habitacional do município de Belas, distrito de Quenguela, Vila Verde, Cabolombo, Ramiros e Morro dos Veados, bem como reforçar as zonas do Benfica e Camama, sendo, como facilmente se percebe, de uma enorme e importante abrangência.
Este projecto irá, sem dúvida, melhorar a qualidade dos serviços prestados à população de Luanda e tem data prevista de conclusão para Outubro de 2026.
Recorde-se que o acordo de financiamento do referido projecto tem garantia do Banco Mundial, por intermédio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).
Durante o acto, o anfitrião da província, Manuel Homem, referiu que o sector das Águas representa um grande desafio para a governação de Luanda, tendo frisado ser importante ter-se atenção à questão da distribuição, de igual modo, para haver um maior acesso ao líquido precioso por parte da população.
Por sua vez, Ottoniel Dos Santos, disse ter sido uma grande satisfação a participação do Ministério das Finanças nas negociações que culminaram no dia de hoje, tendo igualmente referido a importância do projecto para a população luandense.
João Baptista Borges, por sua vez, falou entre outras questões, da importância do projecto, tendo destacado as componentes técnicas do mesmo, apelando às instituições ligadas a este processo empenho para que o mesmo seja um enorme sucesso.

GABINETE DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DO MINEA, Luanda, 07 de Outubro de 2022

Revista Destemidos.