07/10/2022 06H15

A Nigéria tinha previsto fazer 30 entregas de Gás Natural Liquefeito (GNL) a Portugal ao longo dos primeiros oito meses do ano, mas houve quatro navios que não chegaram a Sines.

De acordo com o “Jornal de Negócios”, citando fonte oficial do Ministério do Ambiente, foram essas falhas que levaram o secretário de Estado da Energia, João Galamba, e o presidente executivo da Galp Energia, Andy Brown, à Nigéria no final de Agosto, numa diligência conjunta inédita então noticiada pela Expresso.

Nessa altura sabia-se já que estava a haver desvio de cargas de gás previstas para Portugal para outras geografias, mas não se sabia em concreto quantos navios tinham falhado os compromissos para descarregar gás em Sines.

Até ao final deste ano estão previstas mais 11 entregas de gás da Nigéria em Sines, das quais sete pelo calendário originalmente previsto e quatro para compensar as falhas ocorridas até Agosto.

Revista Destemidos.