05/10/2022 09H51

O Chefe de Estado, João Lourenço, recebeu uma mensagem do Presidente do Governo do Reino de Espanha, Pedro Sanchéz, entregue, ontem, no Palácio da Cidade Alta, pelo embaixador daquele país em Angola, Maria Lejarreta Lobo, numa altura em que as relações económicas dos dois países movimenta mais de mil milhões de dólares.

O embaixador espanhol, sem revelar o conteúdo da mensagem entregue ao Chefe de Estado, declarou à imprensa que se trata de uma “carta importante”, em que o Presidente do Governo espanhol aborda assuntos de extrema importância nas relações entre os dois Governos.

Com o Presidente da República, Maria Lejarreta Lobo disse que aproveitou a ocasião para abordar “questões interessantes” sobre o estado das relações bilaterais e regionais, no quadro da envolvência política na SADC e nos Grandes Lagos. “Foi uma conversa bastante interessante, sobretudo baseada na troca de opiniões”, referiu.

O diplomata referiu que, para os próximos cinco anos, o Governo espanhol deseja incrementar as relações bilaterais nos mais variados domínios, salientando o facto de o Reino de Espanha manter, desde sempre, “boas relações com Angola”.

“As relações entre Angola e Espanha foram sempre de muita amizade e bastante fluidas”, realçou, afirmando que espera as mesmas se solidifiquem nos próximos cinco anos.

O embaixador Maria Le-jarreta Lobo, questionado sobre em que sectores o reino gostaria de reforçar a cooperação bilateral, co-mentou, apenas, que a Espanha mantém, desde há muitos anos, uma presença “consolidada” em Angola e aposta, desde os anos 80, uma cooperação virada para o crescimento sustentável, com vantagens mútuas.

Referiu que as trocas comerciais bilaterais estão avaliadas em 1000 e cem milhões de dólares, com Angola a exportar, sobretudo petróleo, enquanto a Espanha vende equipamento diverso.    

Maria Lejarreta Lobo falou do “excelente” diálogo político existente entre os dois Governos, salientando que “este clima tem permitido, cada vez mais, a presença de empresas espanholas em solo angolano, que trabalham em projectos de desenvolvimento e em questões relacionadas com a cooperação no domínio cultural”.

“Temos potencialidades para trabalharmos juntos nos próximos cinco anos”, assegurou o diplomata espanhol. O Presidente do Go-verno do Reino da Espanha, Pedro Sanchéz assume o cargo desde Junho de 2018, tendo na altura sido designado pelo Rei Filipe VI.

Garrido Fragoso

Revisata Destimidos.