19/06/2022 10H36

Militantes do PRS engajados nas acções de educação cívica

O Partido de Renovação Social (PRS) vai prestar maior atenção numa governação inclusiva e de proximidade, caso vença as eleições gerais, previstas para o dia 24 de Agosto de 2022.

A informação foi revelada pelo secretário do PRS no município da Caála, na província do Huambo, Agostinho Faria. Em declarações à Angop, o político disse que pretende apostar na governação inclusiva, com a colocação de líderes carismáticos de outras  formações políticas, com assento parlamentar, para a solução eficiente dos principais problemas da população.

Agostinho Faria disse que a organização está, nesta altura, engajada na implementação de acções de educação cívica eleitoral, para a promoção da convivência na diferença político-partidária e da harmonia social, enquanto factores indispensáveis para a consolidação da democracia e eliminação de possíveis actos de intolerância política.

Agostinho Faria disse que o PRS colocou delegados nas comunas da Calenga, Catata, Cuima e na Sede municipal da Caála, com objectivo de fiscalizarem a implementação de programas de desenvolvimento socioeconómicos, por parte das autoridades locais, além da identificação dos problemas reais da população.

Nas últimas eleições gerais, realizadas a 23 de Agosto de 2017, o PRS obteve, nesta região do país, sete mil 426 votos, equivalentes a 1,24 por cento, sem possibilidades para a eleição de deputados pelo círculo eleitoral da província do Huambo.

Revista Destemidos.