13/06/2022 00H20

As ossadas de “Nito Alves”, “Monstro Imortal”, ‘Siyanouk’ e de Ilídio Ramalhete, mortos na sequência do 27 de Maio de 1977, repousam desde esta segunda-feira, no Cemitério do Alto das Cruzes, em Luanda.

O Chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Furtado, rendeu homenagem aos malogrados, no Quartel-General do Exército (Ex-RI20), na presença de familiares das vítimas, de membros da Comissão de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos (CIVICOP), da Fundação 27 de Maio, de igrejas e da sociedade civil.

Revista Destemidos.