10/06/2022 10H40

Presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud

O novo Presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud, prometeu esta quinta-feira (9) trazer a paz ao país, numa cerimónia de posse em que contou com a presença de líderes de nações vizinhas, como Etiópia, Quénia e Djibuti.

Embora já tenha assumido o cargo a 23 de Maio, após vencer as eleições presidenciais, oito dias antes, Mohamud tomou posse hoje num ato solene na zona vip do aeroporto internacional de Mogadíscio, sob estrita segurança, para evitar ataques.

Vários morteiros caíram quarta-feira à noite perto do aeroporto, onde a ONU, a missão de paz da União Africana e embaixadas estrangeiras têm escritórios, causando vários feridos, após ter sido decretado o toque de recolher obrigatório por causa da tomada de posse.

Ninguém assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas o grupo terrorista Al Shabab realiza ataques regularmente na capital somali.

Na cerimónia de hoje, o Presidente prometeu uma Somália em paz consigo mesma e em paz com o resto do mundo, bem como um governo responsável que ouça o povo somali, e disse algumas palavras em memória das vítimas do ataque.

Mohamud regressou ao cargo de chefe de Estado, depois de ter cumprido um primeiro mandato, entre 2012 e 2017, e depois de derrotar Mohammed Abdullahi Mohammed, conhecido como Farmaajo, nas eleições de 15 de Maio, o presidente cessante que hoje assistiu à cerimónia de investidura que encena uma transferência pacífica de poder.

Farmaajo afirmou que vai trabalhar com o seu sucessor e exortou o povo somali a dar-lhe o seu apoio para poder prestar serviços públicos essenciais.

Entre as personalidades estrangeiras que participaram no evento estavam o Presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta; o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, e o Presidente do Djibuti, Ismail Omar Ghuelleh.

Os três líderes felicitaram Mohamud e prometeram uma colaboração mais estreita com a Somália.

Revista Destemidos.