■ Nunca houve intenção  de atrasar deliberadamente  a convocação  das eleições

  ■ Competência  directa para convidar observadores eleitorais é  do Chefe de Estado e da CNE

   ■ Tribunal  Constitucional,  Assembleia  Nacional,  partidos políticos  e Sociedade Civil podem também  convidar observadores eleitorais via Comissão  Nacional  Eleitoral (CNE)

    ■ A lei estabelece  o período  em que os convites devem ser feitos

     ■ Angola nunca fugiu à  observação internacional 

      ■ Sector da Saúde  foi o que mais cresceu nos cinco anos de mandato

       ■ País  construiu de raiz em cinco anos 85 unidades hospitalares das três categorias (níveis primário,  secundário  e terciário)....

Revista Destemidos.