08/06/2022 17H39

Ministro das Relações Exteriores, Téte António, fez o apelo durante a reunião virtual da OEACP orientada a partir de Bruxelas

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, encorajou, esta terça-feira, todos os Estados-membros da Organização dos Estados da África, Caraíbas e Pacífico (OEACP), a se fazerem representar na 10ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo, que o país acolhe de 6 a 10 de Dezembro.

O apelo foi lançado durante a reunião virtual do Bureau do Conselho de Ministros da OEACP, promovida a partir de Bruxelas- Bélgica, sob orientação da ministra dos Negócios Estrangeiros da República Centro Africana, Sulvie Baipo-Temon, e pelo secretário-geral do Grupo OEACP, George Chicoti. 

De acordo com uma nota do Ministério das Relações Exteriores chegada a esta Redacção,  o chefe da diplomacia angolana encorajou, também, o Secretariado da organização a prosseguir com os trabalhos de reforma em curso, para o fortalecimento daquela instituição. A Organização dos Estados da África, Caraíbas e Pacífico, lembrou o ministro, pretende transformar-se  numa instituição forte e capaz de trabalhar em solidariedade para melhorar as condições de vida dos povos dos 79 países-membros.

A OEACP tem relações de parceria histórica com a União Europeia,  mas pretende alargar as suas relações com a inclusão de outras áreas estratégicas e reforçar a cooperação entre os Estados-membros.

Ainda ontem, os governos de Angola e da Nova Zelândia analisaram, nas instalações do Ministério das Relações Exteriores, estratégias para o aprofundamento das relações político-diplomático entre os dois países.

A abordagem da cooperação aconteceu durante a apresentação das cartas figuradas da embaixadora da Nova Zelândia em Angola, Emma Dunlop-Bennett, ao ministro das Relações Exteriores, Téte António.

Emma Dunlop-Bennett é diplomata de carreira e já assumiu a função em vários  países, entre os quais, a África do Sul,  Botswana, Eswatini, Lesotho, Namíbia, Malawi, Maurícias, Moçambique, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Angola e a Nova Zelândia possuem relações de cooperação, sobretudo no domínio económico, com investimentos projectados para as áreas da Agricultura, Indústria Alimentar, Energia Renovável, entre outras.

Os dois países manifestaram a intenção de reforçar a cooperação nos domínios dos petróleos, minas e desenvolvimen-to de infra-estruturas. O ministro Téte António recebeu os novos chefes das missões diplomáticas das Repúblicas da Irlanda e islâmica do Paquistão em Angola, respectivamente Ralph Victory e Murad Baseer, que apresentaram, também, as Cartas Figuradas.

O embaixador Ralph Victory é diplomata de carreira e já assumiu funções em Portugal, Reino de Marrocos, Cabo Verde e na Guiné-Bissau. Angola e a Irlanda gozam de boas relações de amizade e cooperação.

Revista Destemidos.