08/06/2022 17H10

Cidadão consulta seus dados eleitorais

O director do Gabinete Provincial dos Registos e Modernização Administrativa no Huambo, Abel Lucamba, afirmou, esta terça-feira, que o processo de consulta de dados eleitorais decorre sem sobressaltos em todo o território, tendo em conta a participação dos cidadãos no pleito eleitoral, previsto para o dia 24 de Agosto.

Em declarações ao Jornal de Angola, o responsável disse que, até ontem, tinham sido registadas mais de 45 reclamações relacionadas ao processo de consultas de dados de Registo de Nascimento para que os cidadãos votem sem quaisquer problemas durante as próximas eleições. 

Abel Lucamba fez saber que as reclamações decorrem a nível dos 40 postos do Balcão Único de Atendimento ao Público (BUAP), em funcionamento pleno a nível das 11 administrações municipais, desde sete de Abril, data do início do processo de reclamações.

O director do Gabinete Provincial dos Registos e Modernização Administrativa no Huambo explicou que o processo de reclamações e consultas de dados eleitorais pode ser feito mediante ligação telefónica gratuita, para o número 136, através de acesso ao site  “www.meurigisto.com.gov.ao” ou, ainda, o próprio cidadão pode, também, fazer a consulta directa no (BUAP).

“Todos os balcões estão abertos e o processo de consulta e reclamações está disponível para qualquer cidadão em idade eleitoral, que queira participar condignamente na realização das próximas eleições”, assegurou Abel Lucamba.

No entanto, o director referiu que o processo deve ser feito pelos cidadãos que tenham mudado de residência, e no processo normal não actualizaram os  dados.  “Não estamos a fazer novas actualizações”, sublinhou.

O director Abel Lucamba lembrou que o cidadão, ao consultar os seus dados, pode verificar, eventualmente, um erro no nome, na data de nascimento, morada, número do Bilhete de Identidade (BI), e, para os devidos efeitos, contacta o Ministério da Administração do Território (MAT) local.

Segundo o responsável, só por via  do  Ministério de Administração do Território (MAT), que tem a missão de verificar os dados, é possível responder se esta solicitação é deferida ou indeferida, para que o cidadão tenha acesso à correcção dos seus dados.

Desde o início do processo de Actualização do Registo Eleitoral Oficioso, pelo menos 442 mil 903 cidadãos procederam a actualização das suas residências.

Por: Justino Victorino / Huambo

Revista Destemidos.