06.06.2022 14H55

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov durante reunião em Moscou  - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022

Quanto maior o alcance dos sistemas de mísseis fornecidos pelo Ocidente à Ucrânia, para mais longe Moscou vai “afastar os nazistas” dos territórios de onde vem a ameaça à Rússia, disse nesta segunda-feira (6) o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

“Quanto maior o alcance dos sistemas fornecidos ao regime de Kiev, para mas longe afastaremos os nazistas da linha, de onde vem a ameaça à população russa da Ucrânia e da Federação da Rússia”, disse o chanceler russo em coletiva de imprensa.

Lavrov acrescentou que é impossível levar a sério a conversa fiada de Vladimir Zelensky, se até mesmo na própria Ucrânia “políticos e deputados apenas riem dos americanos, que disseram que acreditam em Zelensky, ele nos prometeu não disparar contra a Rússia”.

Quanto à crise relacionada com a exportação de grãos da Ucrânia, o chanceler russo disse que, se Ancara estiver pronta para ajudar a desminar a zona aquática perto dos portos para exportação, os militares russos e turcos poderão chegar a um acordo sobre a melhor forma de o fazer.

“Nossos colegas turcos disseram que estavam prontos para ajudar na remoção das minas. Acho que os nossos militares vão encontrar a melhor forma de organizar a desminagem, para que, depois, através da área minada que precisa ser eliminada, os navios possam navegar para o mar aberto, e ainda garantirmos por nossa conta ou com colegas turcos a chegada deles até os estreitos e até o mar Mediterrâneo”, disse Lavrov.

Destaca-se que ainda hoje (6) especialistas da Rússia vão à Turquia para discutir os problemas de abastecimento de alimentos.

Revista Destemidos.