06.06.2022 01H26

Mancha solar (imagem referencial). - Sputnik Brasil, 1920, 05.06.2022

Um estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences teria criado “um modelo auto consistente para a geração de campos magnéticos” no espaço.

Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT, na sigla em inglês), EUA, afirma ter uma explicação para a origem dos campos magnéticos que cercam os objetos espaciais.

“Nós demonstramos que os primeiros campos magnéticos  podem ser gerados espontaneamente no universo por movimentos genéricos de turbulência astrofísica através da física cinética do plasma, e os plasmas cósmicos são assim ubiquamente magnetizados”, explica o estudo, publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Um dos aspectos que os pesquisadores levaram em conta durante a pesquisa, escreveu no sábado (4) o portal SciTechDaily, é o estado extremamente difuso do plasma entre estrelas cuja densidade é de cerca de uma partícula por metro cúbico, o que significa essencialmente que “partículas em plasmas cosmológicos nunca colidem”.

Revista Destemidos.