06/06/2022 16H04

O primeiro secretário provincial do MPLA no Cuanza-Norte, Adriano Mendes de Carvalho, disse estar confiante que os munícipes de Cambambe vão votar para a reeleição de João Lourenço a Presidente da República, “porque estes sempre estiveram do lado certo da história, desde a Luta de Libertação Nacional”.

“A população de Cambambe irá depositar o seu voto no MPLA e no presidente, João Lourenço. E, seguramente, os nossos apoiantes vão cumprir com a velha máxima, segundo a qual, ao adversário político aqui em Cambambe, nenhum espaço de manobra”, enfatizou o político. driano Mendes de Carvalho fez questão de detalhar a participação do povo de Cambambe na Luta de Libertação Nacional, demonstrando com nomes, para sustentar o período especial de luta e de conquista na caminhada para a Independência de Angola. “Esta população, desde sempre, lutou ao lado do MPLA, derrubando, à época, Paulo Dias de Novais, na localidade de Massangano, culminando com o alcance da paz, em 2002”, realçou.

“O município de Cambambe sempre foi um bastião do MPLA”, afirmou o primeiro secretário provincial do partido dos camaradas no Cuanza-Norte, Adriano Mendes de Carvalho. Salientou, a propósito, que o MPLA é o partido mais bem preparado para enfrentar as eleições de Agosto. Nesse sentido, “os adversários estão a manifestar medo, por isso são infundadas as alegações de possibilidade de fraude nas eleições de Agosto”.

“O MPLA sempre venceu com trabalho, demonstrando capacidade de luta e de mobilização para conquistar o voto”, afirmou Adriano Mendes de Carvalho. Referiu as acções implementadas pelo Executivo, as quais, demonstram a capacidade do MPLA em governar.

“Em Cambambe, estão em construção três escolas na cidade do Dondo, as obras de reconstrução e ampliação do Hospital Municipal estão em fase de conclusão, estando para breve a electrificação das comunas de Dange-Ya-Menha e São Pedro da Quilemba”, pontualizou o primeiro secretário do MPLA.

Das obras, constam acções de melhoria do abastecimento de água à cidade do Dondo, o projecto de construção de um Hospital Materno-Infantil, o relançamento da fábrica da SATEC que, até ao final deste ano, vai empregar cerca de 500 jovens. Estão igualmente em curso actividades de fomento da aquicultura e produção da tilápia, no Centro Lavicultura de Massangano e lagoa do Ngolome, bem como a melhoria do acesso à histórica da localidade de Massangano.

Por: André Brandão | Ndalatando.

Revista Destemidos.