05/06/2022 21H35

Benedito Manuel diz que recrutamento será anunciado na imprensa

O director da Sociedade Mineira de Catoca (SMC), Benedito Manuel, refutou, sábado, em Saurimo (Lunda-Sul), informações sobre um suposto recrutamento de profissionais para integrarem os quadros da companhia.

Tais informações não correspondem à verdade, havendo pessoas de má-fé que falsificaram processos de recrutamento para as minas de Catoca e Luaxe, como se fossem mandatários da empresa, afirmou o responsável, citado pela Angop.

Os processos são falsos e nada têm a ver com Catoca, pelo que lamentou o facto de a população, sobretudo os jovens, estarem a ser enganados, uma situação que disse que as autoridades competentes estão a tratar.

Benedito Manuel instou a população a manter-se atenta às informações falsas sobre recrutamento de Catoca, uma sociedade mineira que emprega 2 500 trabalhadores directos e quatro mil indirectos, com 400 considerados excedentários.

Sublinhou que, quando começar o processo de recrutamento em massa para a Mina do Luaxe, haverá um anúncio nos órgãos de comunicação públicos e uma entidade competente vai conduzir todo o processo, com o Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP).

Relativamente ao projecto “Catoca jovem empreendedor”, Benedito Manuel reconheceu que o programa está a funcionar mal por razões técnicas invocadas pela instituição bancária envolvida, devendo tardar a atingir outro nível de desenvolvimento.

“Foi firmado um acordo com a entidade bancária e com os jovens, mas o banco tem problemas internos, situação que tem criado transtornos para o programa seguir em frente”, acrescentou o responsável.

Catoca já notificou a entidade bancária, visto que os recursos estão disponibilizados desde a criação destes projectos, tendo sido dado um prazo ao referido banco, e, “caso não cumprir o acordo, vai-se escolher outro”, afirmou o director-geral.

Revista Destemidos.