04/06/2022 08H00

A cotação do barril de petróleo brent, que serve de referência às exportações angolanas, para entrega em Agosto terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em alta de 2,41%, para os 120,38 dólares.

No 100.º dia da invasão russa da Ucrânia, uma das matérias-primas cuja cotação mais sofreu o impacto foi o petróleo, em concreto o brent, cujo preço subiu mais de 22%, mais de 23 dólares em termos absolutos, desde 23 de Fevereiro, véspera do ataque das tropas do Kremlin.

Nas últimas semanas, a cotação do petróleo tem mantido uma tendência ascendente, perante a possibilidade de a União Europeia vetar o crude russo, como acabou por o fazer, dados os efeitos que pode ter na oferta, perante a recuperação da procura, passadas as contenções socioeconómicas determinadas pelo combate à pandemia do novo coronavirus.

O conjunto designado por OPEP+, que junta os 13 membros da Organização dos Países Exportadores e Petróleo (OPEP) com 10 aliados, entre os quais a Federação Russa, alterou na quinta-feira a sua estratégia de contenção de preços, ao acelerar o aumento da extracção diária para Julho e Agosto em mais 648 mil barris, 50% acima da quantidade de referência nos meses anteriores.

Revista Destemidos.