02.06.2022 08:32

Um avião da American Airlines vindo de Miami pousa no aeroporto internacional José Martí, em Havana, Cuba, 15 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.06.2022

Na quarta-feira, o Departamento de Transportes dos Estados Unidos revogou uma série de restrições impostas sobre Cuba durante o governo do ex-presidente norte-americano Donald Trump.

A pasta emitiu um comunicado publicado pelo governo dos EUA retirando as restrições que estavam em vigor contra serviços aéreos de Cuba. Entre as restrições retiradas está a proibição de voos entre os países usando aeroportos que não sejam o aeroporto internacional José Martí, localizado na capital cubana, Havana.

Por meio desta ordem, o Departamento de Transportes dos EUA, agindo sob pedido do Departamento de Estado, revoga as acções prévias que restringiram determinados serviços aéreos entre os Estados Unidos e Cuba, disse o comunicado na noite da quarta-feira.

O presidente dos EUA Joe Biden, em 19 de maio de 2022.  - Sputnik Brasil, 1920, 02.06.2022
O presidente dos EUA Joe Biden, em 19 de maio de 2022.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, pediu ao secretário de Transportes, Pete Buttigieg, em carta enviada na terça-feira 31, o fim das restrições civis aéreas sobre voos entre EUA e Cuba.

A medida solicitada por Blinken seria um esforço da Casa Branca em apoio ao povo cubano na direção dos atuais interesses estrangeiros de Washington. As mudanças têm efeito imediato.

Revista Destemidos.