O Chefe de Estado angolano afirmou hoje, em Malabo, Guiné Equatorial, que o terrorismo afugenta o investimento privado, estimula a emigração dos jovens africanos para outros continentes, ameaçando o desenvolvimento económico e social do continente em si já pouco desenvolvido.

O terrorismo em África é responsável por um número elevado de mortes, mutilações e de deslocados e refugiados, como também pelo aumento significativo da fome, da miséria e pobreza de milhares de cidadãos de diferentes países”, disse o Presidente da República durante o discurso na Cimeira sobre o Terrorismo e as Mudanças Inconstitucionais de Governo em África.

“O terrorismo em África é responsável por um número elevado de mortes, mutilações e de deslocados e refugiados, como também pelo aumento significativo da fome, da miséria e pobreza de milhares de cidadãos de diferentes países”, destacou o Chefe de Estado angolano.

Revista Destemidos