As autoridades de países ocidentais estão considerando a possiblidade de oligarcas russos pagarem pela suspensão de sanções usando o dinheiro para reconstruir a Ucrânia, relata a agência AP, citando funcionários familiarizados com o assunto.

Conforme dados dos interlocutores da agência, a ideia foi proposta pela ministra canadense Chrystia Freeland para ser discutida na reunião dos ministros das Finanças do G7, na semana passada. Freeland afirmou que certos empresários russos falaram com ela sobre o assunto, conhecidos pela ministra durante seu trabalho em Moscou.

A fonte especificou que os representantes ucranianos também estavam a par das discussões e não se opuseram à ideia de Ottawa. Ressalta-se que a proposta foi apresentada no contexto da adicional ajuda financeira a Kiev, a fim de que os ativos congelados dos oligarcas pudessem ser uma fonte do financiamento.

Recentemente, o comissário europeu para Justiça, Didier Reynders, afirmou que a União Europeia quer criar um fundo de apoio à Ucrânia, para que a propriedade confiscada e detida dos indivíduos que caíram nas restrições europeias possam ser redirecionada às compensações das vítimas ou à restauração do país.

Revista Destemidos.