Na quinta-feira (26), foi relatado que os Estados Unidos apreenderam petróleo iraniano transportado por um petroleiro russo. O navio operado pela Rússia se encontrava perto da Grécia.

Uma fonte do Ministério dos Transportes Marítimos grego afirmou que o petróleo foi transferido para outro navio contratado pelos EUA depois que o Departamento de Justiça norte-americano informou para a Grécia que a carga no navio era petróleo iraniano, escreveu a agência Reuters.

De acordo com a agência, uma fonte da Dynacom – a empresa responsável pelo navio tanque supostamente fretado pelos EUA – confirmou que a transferência do petróleo estava em andamento a partir do navio de propriedade russa Lana para o petroleiro Ice Energy da Dynacom, que navegará rumo aos Estados Unidos”.

Na quarta-feira (25), um encarregado de negócios da Grécia teria sido convocado ao Ministério das Relações Exteriores do Irã para explicar o incidente e transmitir a indignação do Irã.

A agência de notícias oficial iraniana IRNA relatou que o diretor do Departamento Mediterrâneo do Ministério das Relações Exteriores iraniano disse ao diplomata grego que a apreensão do navio é um exemplo de banditismo internacional e rotulou como inaceitável a decisão de render-se às pressões ilegais dos EUA.

O navio de propriedade russa, o Lana, foi detido pelas autoridades gregas por ordem dos EUA em resposta a sanções antirrusas impostas em abril.

Revista Destemidos.