O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês), Rafael Grossi, afirmou que 30 toneladas de plutônio e 40 toneladas de urânio enriquecido estão armazenadas na Usina Nuclear de Zaporozhie, que está sob o controle dos militares russos.

“São 30 mil quilos de plutônio, 40 mil quilos de urânio enriquecido, e meus inspetores não têm acesso a isso”, disse Grossi no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, nesta quarta-feira (25).

Segundo reportagens anteriores publicadas pela mídia, a Agência Internacional de Energia Atômica está mantendo conversas com a Ucrânia e a Rússia sobre a admissão de especialistas na central nuclear de Zaporozhie.

“Esperamos ir até lá para evitar que haja um problema ou que acabemos descobrindo que estão faltando algumas centenas de quilos de material para armas nucleares”, disse ele.

Revista Destemidos.