Mais de 140 tiroteios em massa foram registrados nos EUA apenas neste ano, com pelo menos cinco deles tendo envolvido múltiplos assassinatos, divulgou o grupo Gun Violence Archive nesta segunda-feira (18).

A organização afirma que coleta os dados de 7,5 mil fontes diariamente e que o número de incidentes foi reportado e verificado.

O controle de armas nos EUA voltou a ser debatido recentemente no país após diversos incidentes de tiroteios. Grupos de oposição à proposta de maior controle das armas afirmam que no país já há leis suficientes nesse sentido. Para eles, o problema não são as armas, mas as políticas socioeconômicas adotadas pelo governo do presidente norte-americano, Joe Biden.

O presidente dos EUA, Joe Biden, participa de uma cerimônia de assinatura após fazer comentários sobre fundos para ajudar a Ucrânia, no South Court Auditorium do Eisenhower Executive Office Building, em Washington, DC, em 16 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.04.2022
O presidente dos EUA, Joe Biden, participa de uma cerimônia de assinatura após fazer comentários sobre fundos para ajudar a Ucrânia, no South Court Auditorium do Eisenhower Executive Office Building, em Washington, em 16 de março de 2022.

Recentemente, o governo Biden lançou medidas em resposta aos incidentes com armas no país. A Casa Branca deu início a uma politica de combate às chamadas “armas fantasmas”, compradas em partes e montadas pelos compradores.

Apesar disso, Biden não implementou medidas mais incisivas prometidas anteriormente. Entre as propostas não adotadas estão a introdução da checagem do histórico de compradores de armas e o banimento de rifles de assalto.

Revista Destemidos.