O presidente da Federação dos Criadores de Gado de Angola, Salvador Rodrigues, anunciou domingo, em Benguela, a criação de uma Cooperativa de Créditos para apoiar os produtores nacionais.

Segundo o responsável, que falava à imprensa após o leilão do gado que Benguela acolheu no fim-de-semana, no âmbito dos 405 anos desta cidade, a criação dessa instituição financeira, a curto ou médio prazos, visa apoiar os produtores individuais e grandes cooperativas com créditos mais razoáveis.

Salvador Rodrigues informou que a classe ainda continua a debater-se com várias dificuldades, como a falta de sanidade animal, de uma cadeia logística, existência de matadouros sem condições de higiene recomendadas (particularmente em praças).

O roubo de gado, a fraca melhoria genética do gado, bem como a insuficiência de conhecimentos de alguns produtores são outras inquietações da Federação, que pensa ultrapassar as dificuldades com financiamentos mais atractivos da futura Cooperativa de Créditos. Por outro lado, Salvador Rodrigues defendeu a necessidade dos governos provinciais, a par do de Benguela, apoiarem o sector pecuário com Infra-estruturas adequadas, para promoverem a produção nacional e diminuir as importações.

Apelou o Ministério da Agricultura e Pescas a reforçar a classe, através do rejuvenescimento dos quadros que continuam a transmitir conhecimentos às comunidades ligadas à pecuária, com programas de assistência técnica. Salvador Rodrigues, até então presidente da Cooperativa dos Criadores de Gado do Sul de Angola, foi eleito, no último sábado, para liderar a Federação dos Criadores de Gado de Angola.

Revista Destemidos.