O secretário provincial no Moxico do Movimento de apoio solidário de Angola (MOVANGOLA), Valdano Canjinji, condenou, segunga-feira (28), o aumento de actos de intolerância política que o país tem estado a registar.

Referiu que esses actos são, na maior parte, organizados pelos simpatizantes de partidos políticos e tornaram-se ferramentas de abuso e violação do direito à segurança pública, à vida e integridade física dos cidadãos.

Os últimos acontecimentos registados a 19 de Março de 2022, no município de Sanza Pombo, província do Uíge, resultaram em feridos e vandalismo das instituições do Estado, tendo sido apontados como um dos exemplos. Segundo o responsável, alguns líderes partidários incitam os simpatizantes para perpetuar acções que põem em causa os direitos fundamentais e a harmonia social.

Valdano Canjinji falava no workshop sobre “Juventude, Cidadania e Patriotismo” e aconselhou os jovens a desenvolverem as ideias, através do diálogo e respeito aos símbolos nacionais e aos órgãos de soberania.

Realçou que o Executivo está empenhado na concretização de acções para a satisfação da vida das populações.

No final,  Valdano Canjinji apelou aos jovens a aderi-rem aos postos de registo para a actualização dos dados eleitorais, visando a participação nas eleições de Agosto próximo.

Revista Destemidos.

G.G.M.Â