O Governo está a concluir a construção de mais 20 urbanizações, com cerca de 30 mil casas, para atender as operações de realojamentos das famílias em situações de risco e vulnerabilidades decorrentes das calamidades naturais, bem como as populações com baixos rendimentos económicos e financeiros.

Esta informação foi avançada, esta terça-feira, pelo ministro das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares, na reunião do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), que decorre em Nairobi, capital do Quénia,

Segundo o ministro, citado pela Rádio Nacional de Angola, com estes projectos o Executivo está a salvaguardar o direito à habitação e a qualidade de vida dos cidadãos consagrados na Constituição da República de Angola.

Manuel de Almeida Tavares sublinhou que as boas práticas adoptadas por Angola no domínio do ordenamento do território têm permitido o crescimento das cidades de maneira inclusiva e sustentáveis.

Revista Destemidos.

G.G.M.Â