‘CODA’ conquistou o Óscar de Melhor Filme, na 94.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood, que decorreu esta noite em Los Angeles.

'CODA' conquista Óscar para 'Melhor Filme'

“Drive my Car” (“Conduz o meu Carro”), do Japão, venceu o Óscar de Melhor Filme Internacional.

“Summer Of Soul”, de Ahmir Khalib Thompson, conquistou o Óscar Melhor Documentário em longa-metragem

Os óscares de Melhor Argumento Original e Melhor Argumento Adaptado foram, respetivamente, para Kenneth Branagh, por “Belfast”, e Sian Heder, por “Coda”.

Os vencedores contam também com “Encanto”, de Jared Bush, Óscar de Melhor Longa-Metragem de Animação, e “The Windshield Wiper”, como Melhor Curta-metragem de Animação.

O Óscar de Melhor Guarda Roupa foi entregue a Jenny Beavan, pelo filme “Cruella”, batendo o luso-canadiano Luís Sequeira, nomeado nesta categoria pelo filme “Nightmare Alley — Beco das Almas Perdidas”, do realizador mexicano Guillermo del Toro.

Os outros óscares já entregues foram para “The Long Goodbye”, Melhor Curta-Metragem, “The Queen of Basketball”, Melhor Documentário em Curta-metragem, e “The Eyes of Tammy Faye”, Melhor Caracterização.

A Academia de Cinema dos Estados Unidos decidiu, este ano, anunciar oito prémios antes da transmissão televisiva, com o objetivo de agilizar a cerimónia e melhorar as audiências.

A 94.ª cerimónia dos Óscares decorre esta noite, em Los Angeles, Califórnia.

O filme “O Poder do Cão”, da realizadora neozelandesa Jane Campion, lidera as nomeações, competindo em 12 categorias.

Durante a cerimónia, foi cumprindo um minuto de silêncio de apoio ao povo da Ucrânia, com apelo à ajuda humanitária.

Revista Destemidos