Vinte e quatro declamadores e poetas levaram ao palco do Espaço Verde-Caxinde, em Luanda, na noite de segunda-feira, data em que se celebrou o Dia Mundial da Poesia, a arte de bem cantar a vida, marcando dessa forma a reabertura da Associação Chá de Caxinde às actividades culturais e recreativas.

José Luís Mendonça falou da crítica literária e evolução da safra © Fotografia por: Luis Damião | Edições Novembro

Para além de poesia, alguns convidados enriqueceram o festival de poesia angolana com Spoken Word.

O 21 de Março foi marcado também com um debate sobre “Crítica Literária e Evolução da Safra”, introduzida por uma comunicação de José Luís Mendonça. “O Campo Literário num país desenvolvido é geralmente acompanhado de um processo de crítica regular e sistemática das obras que vão saindo a público, em forma de ensaios, artigos de imprensa, conversas e tertúlias e até na própria publicidade” disse o orador.

“Em Angola, assiste-se à disfuncionalidade de uma sociedade acrítica, através de certas formas de intolerância intelectual. Ao invés de criticidade, prefere-se o narcisismo individual”, disse José Mendonça.

Revista Destemidos