Suspeitas foram avançadas por funcionários dos EUA e da NATO à CNN. Tropas bielorrussas estarão prontas para serem mobilizadas.

Os militares da Bielorrússia podem juntar-se aos russos contra a Ucrânia “em breve”. As preocupações foram manifestadas pelos Estados Unidos da América e pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) que acreditam que os bielorrussos reforcem as tropas de Vladimir Putin. 

Estas suspeitas foram avançadas por funcionários dos EUA e da NATO à CNN. “Putin precisa de apoio. Qualquer coisa ajudaria”, explicou um dos funcionários que falaram à CNN. 

Fonte da oposição bielorrussa também assumiu que os militares estão prontos para entrar na Ucrânia nos próximos dias, com milhares de forças preparadas para serem mobilizadas.

Segundo um alto funcionário de inteligência da NATO, o governo bielorrusso estará a preparar um cenário que justifique “uma ofensiva bielorrussa contra a Ucrânia”.

Recorde-se que a Rússia lançou parte do seu ataque à Ucrânia com a conivência da Bielorrússia, visto que houve ataques provenientes de território bielorrusso. 

A invasão russa à Ucrânia está a ser mais difícil do que Vladimir Putin esperava. Ao 27.º dia de guerra, e apesar do grau de devastação causado pelas tropas russas, a resiliência dos ucranianos mantém-se não facilitando o avanço dos russos. 

Revista Destemidos.

G:G:M:Â