“O meu telefone parou e eu parei com ele”, lamenta a jovem atriz.

Margarida Corceiro quebrou o silêncio sobre a polémica que envolve as suas alegadas fotos íntimas divulgadas no início desta semana nas redes sociais. 

A jovem atriz, atualmente com 19 anos, recorreu ao Instagram para lamentar o sucedido, dar a entender que as imagens podem não ser suas e apelar a que estas não continuem a ser divulgadas. 

“Voltar aqui depois de tudo o que se tem dito sobre mim e sobre a minha imagem não é fácil, mas cá estou”, começa por afirmar. 

“Que sirva de ponto final para outros casos e que vos ajude a perceber a gravidade da situação. Quero que imaginem, quero que calcem os meus sapatos – meus e de todas as pessoas a quem isto já aconteceu. Imaginem estar tranquilos na vossas casa ou no vosso trabalho e encontrarem uma imagem que dizem ser vossa a circular pela Internet”, lamenta. 

“O meu telefone parou e eu parei com ele. Mesmo estando habituada a ter o meu nome ‘a concurso’ e dezenas de mentiras diárias a circular sobre mim – que algumas até me fazem rir muito – desta vez não deu para rir”, realça.

“Garanto-vos que não me ri com as mensagens que recebi de pessoas com histórias semelhantes e que, por isso, só queriam desaparecer e pôr termo à vida. Não me ri com histórias de pessoas que acabaram mesmo por fazê-lo por verem a sua intimidade completamente violada e partilhada, vezes e vezes sem conta. Recordo, tudo porque alguém decidiu fazer uma partilha”, continua, esperançosa de que a sua história sirva de exemplo para que outras mulheres deixem de ser vítimas de crimes semelhantes. 

As imagens que alegadamente mostravam Margarida completamente nua teriam sido divulgadas por um ex-namorado e sido captadas quando a atriz tinha 15 anos. 

“Garanto-vos que deste lado fiquei muito surpreendia pela negativa, por saber que dar corpo a um mostro está nas nossas mãos e que muitos escolheram alimentá-lo e continuar a corrente sem nunca pensarem no impacto que pode estar a ter na vida de alguém”, diz ainda, terminando o seu desabafo com um agradecimento pelas muitas mensagens de força e apoio que foi recebendo ao longo dos últimos dias. 

Eis abaixo a partilha completa:

Revista Destemidos