Naquele que é o 28.º dia de invasão russa sobre a Ucrânia, as mais recentes atualizações feitas, ontem, pelo presidente do país, Volodymyr Zelensky, dão conta de que as negociações com Moscovo prosseguem, embora “muito difíceis”

Kyiv continua, por sua vez, uma das maiores preocupações dos ucranianos. De acordo com o autarca da cidade, Vitali Klitschko, “os russos nunca vão”, no entanto, entrar na capital ucraniana, visto que “todos os cantos da cidade” estão fortalecidos.

De acordo com os mais recentes dados divulgados pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), o número de refugiados ucranianos que fugiram da guerra ultrapassa já os 3,5 milhões.

Revista Destemidos.


G:G:M:Â