Esta será a primeira pessoa próxima de Vladimir Putin a manifestar-se contra a ofensiva do presidente russo.

Um alto funcionário do Kremlin demitiu-se da sua posição, sendo a primeira pessoa a manifestar-se abertamente contra a invasão russa na Ucrânia.

Anatoly Chubais, que foi antigo chefe de gabinete do antecessor de Putin, o presidente Boris Yeltsin.  

De acordo com a agência Reuters, após a demissão, o funcionário abandonou o país. 

A demissão do respeitado conselheiro de Putin, que foi enviado climático do Kremlin, foi confirmada pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. 

Peskov recusou comentar os relatos de que o alto funcionário, de 66 anos, tinha deixado a Rússia. “Se ele deixou ou não o país – isso é uma questão pessoal”, disse Peskov , segundo a agência de notícias estatal RIA Novosti.

O anúncio da demissão foi feito numa carta deixada aos colegas e amigos na terça-feira.

A invasão russa à Ucrânia chegou esta quarta-feira ao 28.º dia tendo Zelensky adiantado ontem, terça-feira, que as negociações pela paz têm se revelado “muito difíceis”. 

Revista Destemidos.

G.G.M.Â