Os enfermeiros da província de Luanda ponderam retomar, a partir de segunda-feira (21), a greve suspensa a 22 de Dezembro de 2021, devido ao alegado “incumprimento das promessas relativas ao seu caderno reivindicativo”.

Os enfermeiros suspenderam a greve, que durou dois dias, mediante a promessa do Governo Provincial de Luanda de satisfazer as suas reivindicações em 80 dias.

Dos pontos constantes do caderno destacam-se a falta de alimentação para os profissionais das unidades sanitárias, segurança física dos mesmos, actualização de carreiras e melhoria dos salários.

Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Técnicos de Enfermagem, António Kilemba, os associados continuam, entretanto, abertos a negociações.

A fonte, que falava no final de um encontro entre os enfermeiros dos hospitais públicos da província de Luanda, na quinta-feira, anunciou para terça-feira outro encontro com a entidade empregadora, para se saber da resolução dos pontos em discussão.

Fonte: Angop

Revista Destemidos